Controle de Processos

Acesso restrito aos clientes e colaboradores da Tannus Sociedade de Advogados. Acompanhamento em tempo real do andamento processual.

Informativos

Cadastre seu e-mail para receber informativos da Tannus Sociedade de Advogados

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .

Previsão do tempo

Domingo - Campinas, SP

Máx
20ºC
Min
14ºC
Nublado com Possibil

NOTÍCIAS

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Prova de sentença habilita 279 candidatos preliminarmente

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) pulgou, na sexta-feira (13), as notas da prova de sentença do primeiro Concurso Público Nacional Unificado para ingresso na Magistratura do Trabalho. Durante a sessão, foram pulgadas as notas e os nomes dos candidatos que foram examinados. As informações sobre o concurso podem ser encontradas no site do CSJT. A prova de sentença ocorreu no dia 3 de dezembro de 2017 e contou com a presença de 1275 candidatos. Presidente da Comissão Examinadora da Prova de Sentença, o desembargador Evandro Pereira Valadão Lopes informou que foram habilitados para a correção da prova 508 candidatos de ampla concorrência, 65 das vagas reservadas aos negros e 10 das reservadas a candidatos com deficiência. De acordo com o desembargador, o resultado preliminar da prova de sentença contempla 271 candidatos habilitados às vagas de ampla concorrência, 31 às vagas reservadas aos candidatos negros e 3 às reservadas aos candidatos com deficiência. O total foi de 279 candidatos habilitados. “A soma não é exata, porque a maioria dos candidatos habilitados para as vagas reservadas aos negros e deficientes também tiveram pontos suficientes para habilitação nas vagas de ampla concorrência”, esclareceu. O presidente da Comissão Executiva Nacional do Concurso, ministro Hugo Carlos Scheuermann, comunicou aos candidatos que o resultado preliminar da prova prática de sentença será publicado na segunda-feira (16) no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho (DEJT) e no site da Fundação Carlos Chagas (FCC). Ainda conforme o ministro Scheuermann, nos termos do item 12.15 do edital de abertura do certame, a vista da prova prática de sentença (consulta inpidual) estará disponível no site da FCC nos dias 17 e 18 de abril. Os candidatos poderão interpor os recursos nos dias 19 e 20 de abril. “Todos os candidatos que realizaram a prova, inclusive os que não lograram a pontuação suficiente à habilitação, poderão visualizar as suas notas e conferir os seus desempenhos inpiduais por intermédio do site da Fundação Carlos chagas”, informou o Ministro. No período de 21 de abril a 24 de maio corre o prazo para a comissão examinar as apelações eventualmente interpostas pelos candidatos. Já a sessão de julgamento dos recursos está com data prevista para o dia 25 de maio. A publicação dos resultados definitivos da prova de sentença e a convocação para a terceira etapa estão previstas para o dia 4 de junho de 2018. "Essas datas são apenas uma previsão e esperamos que possamos cumpri-la. Será oportunamente publicado o edital e também informação no site do CSJT para a confirmação do cronograma”, comunicou o ministro Scheuermann. Durante a sessãoO ministro do TST enfatizou o árduo trabalho desenvolvido pela Comissão Examinadora e Fundação Carlos Chagas para a realização da prova com êxito. “Gostaria de agradecer, mais uma vez, à comissão pelo trabalho realizado. Sei do trabalho que é a elaboração e correção da prova de sentença. Já participei de comissão de concurso, embora com um número bem menor de candidatos. Então, sei do árduo e profícuo trabalho que foi desenvolvido”, disse Scheuermann. O ministro esclareceu, ainda, que as provas foram realizadas de acordo com as normas do concurso, corrigidas sem a identificação dos candidatos. “Nesta sessão, ocorreu a identificação das provas por meio de uma leitura ótica dos códigos de barras”. A pulgação das notas e o trabalho foram conduzidos pelos representantes da FCC. A secretária-geral do CSJT, Marcia Sott, informou aos candidatos que, em decorrência da alteração da competência para promover o Concurso Público Nacional Unificado para ingresso na Magistratura do Trabalho para o CSJT, nos termos da Resolução 1973 de 20 de março de 2018, foi criada a página do concurso no site do Conselho. Segundo Marcia Sott, os interessados poderão ter acesso aos normativos, informações e resultados do Concurso no site do CSJT. “Neste portal estarão disponíveis, ainda, os endereços para a comunicação com a comissão do concurso, informando os números de telefones, e-mails, endereço físico para que aqueles que precisarem se comunicar com a comissão tenham um amplo acesso”, explicou. Ainda conforme a secretária-geral, tendo em vista o período de transição do concurso da Enamat para o CSJT, os interessados poderão encontrar também as informações no site da Enamat. O desembargador Evandro Lopes também fez um agradecimento especial aos membros da Comissão Examinadora da prova. “Foi um trabalho árduo, mais de 80 horas de reunião presencial, além do trabalho que fizemos pessoalmente em nossos Tribunais Regionais do Trabalho”, disse. Evandro esclareceu que a prova foi elaborada com todo cuidado e zelo, tendo por objetivo selecionar os candidatos com conhecimento e aptidão para exercer a magistratura do trabalho. De acordo com o desembargador, a comissão procurou exigir conhecimento firme e consolidado. “Não foram apenas exigidos os temas atuais do Direito do Trabalho e do Processo do Trabalho, mas também dos incidentes que eventualmente ocorrem nas Varas do Trabalho de todo o país”. Ao finalizar a sessão, o ministro Hugo Carlos Scheuermann agradeceu à ministra do TST, Maria Cristina Peduzzi, pela condução da Comissão Executiva Nacional. “Quero registrar o eloquente trabalho desenvolvido pela ministra Peduzzi. Agora, me cabe a condução na condição de presidente da Comissão Executiva Nacional do Concurso desde a sua vinculação ao CSJT”, concluiu.
16/04/2018 (00:00)
Visitas no site:  665718
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia